sábado, 20 de agosto de 2016

Consegui

Olá! Olha eu aqui, estava morrendo de saudades do blog e das minhas garotas.
Tenho MUITA coisa para atualizar, mas não tem como não começar sobre o principal e o motivo de eu estar fazendo esse post hoje. Passei uma semana fora de casa, já que voltaram as aulas. Voltei ontem à noite e acabei de subir na balança, 59kg. É isso, consegui alcançar minha meta principal que era 60kg! Os outros 5 era só uma meta de segurança, para poder me controlar melhor e não deixar eu passar de 60kg novamente. Talvez por isso o meu primeiro pensamento foi "ótimo, preciso continuar porque posso ir além" ao invés de "ótimo, agora posso dar uma relaxada". Estou até pensando que uma banana seria muita coisa para o café da manhã e pensando em escolher uma fruta menos calórica. Isso me assusta. Vou falar sobre isso com a minha terapeuta.

Outra coisa importante, falei sobre minha relação com a comida com a terapeuta, finalmente. Ela acha que eu não estou anoréxica, porque eu cheguei a dizer que eu não me importaria em manter o peso, mas continuo evitando comida com medo de voltar a engordar e ela disse que anoréxicas sempre se acham gordas. Eu sinceramente espero que ela esteja certa, e, apesar de não me ver magrinha, sei mesmo reconhecer que não estou mais gorda. Mas minha relação com a comida está mais complicada que nunca, acho e pretendo ficar nessa para sempre. Fiz um acordo comigo de comer para sobreviver e comer coisas saudáveis, nunca comer besteiras, principalmente se não for por fome. Tenho conseguido. Isso me fez cancelar minha festa de aniversário, porque praticamente só iria ter besteira e não sei como minha mente estará até lá em relação com a comida, do jeito que eu sou, provavelmente passaria a festa inteira sem comer nada, recusando até um pedaço do meu bolo.

Umas semanas atrás aconteceu uma coisa que eu nunca esperaria. Uma das minhas melhores amigas falou que ia a um grupo de transtornos alimentares, porque ela já estava passando por isso a bastante tempo. A mesma já revelou que sofreu bullying na escola quando mais nova. Imagino que ela tenha uma trajetória parecida com a minha. MAS A BUNDONA AQUI NÃO FOI FALAR COM ELA SOBRE ISSO. Primeiro que estávamos com mais dois amigos, e não estou pronta para mostrar esse meu lado para eles. Segundo que não queria ficar fazendo perguntas, vi que os assuntos eram delicados para ela, e para mim também. Tenho uma trava para ficar me abrindo profundamente com as pessoas, acho que desenvolvi isso como forma de defesa (estou aprendendo isso sobre mim por causa da terapia). Fiquei uma semana inteira depois disso ensaiando como escreveria uma mensagem para ela, e acabei não mandando nadinha. Uma das minhas melhores amigas, poderíamos estar compartilhando experiências, nos ajudando, mas não... E ela voltou para a faculdade, mas para o primeiro semestre de novo, nos vemos todos os dias, mas só no intervalo, onde comemos os lanches das nossas dietas e recusamos pessoas vendendo doces. Espero que quando eu estiver pronta para me abrir não seja tarde demais.

Meu cabelo continua caindo horrores, mas pelo o que eu vi não estou com nada alarmante, mas só no retorno com a nutricionista para saber com certeza. Minha menstruação não vem a três meses agora, preciso marcar ginicologista urgente. Acho que vou admitir isso para a minha mãe, só não sei como ainda.

Fora isso, nem uma novidade, tudo na mesma. Espero que vocês estejam bem, estive com saudades. Dei uma visitada em alguns blogs ultimamente, tentarei continuar e não sumir.