quinta-feira, 16 de março de 2017

Devo explicações, eu sei

E desculpas também. Me desculpem por ter sumido de repente e ter ficado um booom tempo sem dar notícias. E isso não é porque eu estava muito mal, muito pelo o contrário. Eu cheguei ao meu peso desejado, ai me "libertei", veio a vontade de comer tudo que eu não tinha comido todo esse tempo, não conhecia mais limites (coisa que eu REALMENTE pensei que não iria acontecer comigo), pensei que nunca iria comer normal de novo, mas, finalmente, eu consegui! Demorou bastante, mas minha reação com a comida voltou ao "normal", como deveria ser, eu não estava louca ao ponto de parar de comer e também não estava comendo por compulsão.

Claro que eu engordei nessa "brincadeira". Quanto? Eu nem quero saber, tenho medo de subir na balança e ter uma recaída. Bate uma bad pesada só de olhar para a balança e pensar no quanto devo estar pesando. Fiquei um tempão sem usar alguns jeans novos por ter certeza de que eles não iriam caber, e, para a minha surpresa, eles ainda couberam, embora alguns estejam apertadinhos. Por isso eu quis tentar fazer uma dieta saudável, mas eu estava sabotando a dieta todos os dias e não estava funcionando... Até hoje. Não sei o que me aconteceu, qual foi o "gatilho", talvez várias coisas juntas (incluindo o casamento da minha irmã mês que vem). Hoje eu ainda acordei tranquila, comi de manhã uma bisnaguinha (pura mesmo, aquela de cenoura de mandioquinha, gosto bastante) e duas bolachas Nesfit. Piorou um pouco durante o dia, almocei uma cenoura e um ovo cozido (enquanto tinha strogonoff na geladeira), ainda comi dois mini pão de batata de tarde e, pelo arrependimento, jantei apenas uma pera. Passei essa semana doente e, fofa, fui comprar uns chocolates para a minha irmã para agradecer ela ter cuidado de mim. Comprei uma trufinha da Cacau Show para mim também. Acabei de jogar ela no meu armário para nunca mais a ver.

O motivo pelo qual eu fiquei fora por todo esse tempo era porque eu estava tentando manter minha mente saudável e acreditava que o blog poderia trazer a tona coisas que dificultariam bastante isso. Pensei em todas vocês muitos dias e quis entrar aqui várias vezes, então me lembrava do meu avanço e preferia deixar para entrar quando eu sentisse que era "seguro" para mim. E o contrário aconteceu :)
Não estou vindo aqui porque sinto que posso encarar tudo sem ter uma recaída, mas porque eu tive uma recaída e uma parte de mim quer continuar e acha que vir aqui poderia me ajudar a "piorar" ainda mais e me ajudar a perder peso, embora eu já tenha aprendido que esse não é o caminho.

Enquanto eu escrevia isso, estava com fome e com a minha irmã do meu lado perguntando se eu tinha certeza que eu não queria jantar. Não pensei que fosse fazer isso de novo...

Não sei qual será minha frequência aqui e nem qual lado meu vai acabar vencendo, o racional ou o da Ana. Parei de ir à psicologa (ela meio que me dispensou e a consulta estava muito cara), mas vi que na minha faculdade cobram 5 reais por consulta (sim, não esqueci nem um digito, só 5 reais mesmo!). Estava pensando em ir, mas agora eu estou querendo me sabotar e não ir para deixar a Ana tomar o controle.

Comecei a estagiar (não remunerado, chefe arrogante, grosso e machista, e um velho tarado, pior decisão de minha vida!) e lá conheci um menino que sofre com bulimia. Ouvi toda a história dele e não tive coragem de abrir a boca para falar que entendo pelo o que ele passa, porque também já me senti culpada por comer quando eu quase não estava comendo.

Saibam que podem ficar tranquilas, quanto menos eu aparecer aqui, melhor eu estarei, e mais saudável também. Eu realmente sinto falta de todas vocês, demais, e espero que esteja todas bens <3
E peço que entendam que eu não virei aqui quando sentir que isso me fará mal.

Muitos beijos :*

5 comentários:

  1. Claro que entendemos!

    Desejo muita força no seu processo de cura, você está sendo muito forte

    Se cuida 🌸

    ResponderExcluir
  2. Olá Lety!
    É bom ver que alguém conseguiu sair bem e salva desse buraco.
    Mas espero que consiga se curar realmente e que, não volte para o abismo, onde você mesma disse que sabe que não é o caminho.

    Um grande abraço ♡

    ResponderExcluir
  3. Oi, guerreira! Quanto tempo ❤️

    Eu sou super a favor da recuperação também, ainda mais quando o transtorno alimentar não trás mais felicidade. Aliás, você tem Instagram, se tiver, busque a #anorexiarecovery, #bulimiarecovery, #bodypositivity ou #edrecovery, você vai amar o conteúdo que vai achar, são sobre pessoas que estão se curando de seus transtornos alimentares, algumas coisas que você vai ler vai deixar sua auto estima até melhor, e no Instagram da @amalielee você vai ver algumas coisas bem bacanas sobre recuperação, amor próprio, aceitação, SUPER RECOMENDO!

    Um abraço bem carinhoso e desejo dias de felicidade!

    ResponderExcluir
  4. Que saudades meu anjo.
    Pensei em vc a cada publicação nova e as vezes vinha aqui so pra ler um post antigo.
    Queria muito trocar um contato com vc pra não te perder nunca mais. Mas so se vc quiser tbm :)
    Espero que vc fique bem amei saber as novidades e parabéns pra sua irma.
    Que chefe tristeza em :(
    Bjinhos

    ResponderExcluir